A assinatura da inscrição dos participantes, dos seus pais, ou dos seus tutores no caso de ser menor de 18 anos de idade, implica ter lido, entendido e adquirido os compromissos que se seguem. Reúno as condições físicas e psicológicas para o esforço inerente à prova em que irei participar. Eximo de toda a responsabilidade que possa surgir da participação no evento, tal como a perda de objectos pessoais por roubo ou outras circunstâncias e o perigo de prejuízo para a organização, os sponsors e patrocinadores comerciais, directores, empregados, a empresa organizadora do evento, e outras empresas ligadas à organização.

Declino tomar qualquer acção legal, não limitada ao risco das lesões que possam surgir, causadas pela participação no evento. Autorizo os organizadores do evento a fazer uma gravação total ou parcial da minha participação através de fotografias, filmes, televisão, rádio, vídeo ou qualquer outro meio. Cedo todos os direitos relativos à exploração comercial e de publicidade que considerem oportuno exercitar; sem direito da minha parte de receber qualquer compensação económica.

É garantido aos participantes, nos termos lei nº 67/98 de 26 de Outubro de 1998, o acesso aos seus dados, podendo solicitar por escrito junta da organização a sua actualização, correcção ou eliminação.

Regulamento

1.     Travessia Portalegre – Alter do Chão - Portalegre realiza-se a 20 e 21 Junho de 2015 organizada em parceria entre o Centro Cultural e Desportivo Ases do Pedal e o Alter Real BTT e adopta a denominação "Travessia Portalegre - Alter do Chão - Portalegre”.

2.     O trajecto decorrerá em caminhos rurais e trilhos entre as localidades de Alter do Chão e Portalegre, com a extensão de cerca de 190 Kms, estando o percurso aberto ao movimento de outros veículos, pelo que todos os participantes deverão respeitar as regras de trânsito.

3.     O percurso será efectuado em orientação por GPS e não existirão marcações no terreno.

  •         a - O tracks estarão disponiveis na página da Internet da organização da Travessia no dia 19-Junho-2015.
  •         b - As equipas terão que entregar os GPS á Organização logo que terminem as Etapas para recolha dos tracks. É responsabilidade das equipas fornecerem á organização software para recolha dos tracks dos GPS.
  •         c - Os tracks serão analizados e as equipas que não tenham respeitado o track original serão penalizadas com 60 minutos. 

4.     Podem participar equipas com atletas de ambos os sexos ou mistas, maiores de 16 anos sendo compostas por um, dois ou três atletas e um único aparelho de GPS. 

5.     Os dorsais identificadores da equipa/atleta serão colocados na frente da bicicleta de forma a se obter a sua fácil leitura não podendo ser modificados sob pena de desclassificação.

6.     A 1ª etapa de 20-06-2014 ligará Portalegre a Alter do Chão.

7.     A 2ª etapa de 21-06-2015 ligará Alter do Chão a Portalegre. A ordem de saída das equipas será a inversa do tempo obtido na 1ª etapa.

8.     As equipas terão que terminar as etapas da “Travessia Portalegre - Alter do Chão - Portalegre” com a totalidade dos atletas. Serão penalizadas por cada atleta que não complete a etapa em uma hora. Ás equipas que não completem a etapa será atribuído o tempo da ultima classificada do escalão mais a penalização de uma hora.

9.     Para cada equipa o tempo da prova corresponderá ao do último atleta da equipa a concluir a etapa.

10.   A classificação por equipas ( 1, 2 ou 3 atletas) na Travessia corresponderá á soma dos tempos obtidos nas etapas acrescidos de eventuais penalizações.

11.   Durante o percurso poderão existir diversos postos de controlo, não sendo a sua localização conhecida dos atletas.

12.   As inscrições para participação nos dois dias da Travessia são no valor de 30,00€ por atleta.

A participação para um único dia terão o custo de 20.00€.

13.   O pagamento será efectuado por Transferência Bancária até á data limite de 12-Junho-2015

·         IBAN dos Ases do Pedal  PT50 0045 629040247869707 22

14.   No valor da Inscrição está incluído:

1ª Etapa -  Dia 20 Junho – 2015

·         Transporte de equipamentos entre Portalegre – Alter do Chão. Os sacos devem estar devidamente     etiquetados com o nº equipa e nome do atleta.

·         Participação na 1ª etapa ”Travessia Portalegre - Alter do Chão - Portalegre”.

·         Seguro de Acidentes Pessoais de acordo com a legislação em vigor.

·         Apoio água durante a etapa.

·         Banho de água quente no final da etapa.

·         Jantar.

·         Dormida em quarto para as 35 primeiras inscrições regularizadas.

.         Restantes dormidas  em Pavilhão.

2ª Etapa - Dia 21 Junho - 2015

·         Transporte de equipamentos entre Alter do Chão – Portalegre. Os sacos devem estar devidamente etiquetados com o nº equipa e nome do atleta

·         Pequeno-almoço.

·         Participação na 2ª etapa ”Travessia Portalegre - Alter do Chão - Portalegre”.

·         Apoio água durante a etapa.

·         Lanche na meta

·         Banhos de água quente.

14.  É obrigatório o uso de capacete devidamente colocado durante todo o percurso.

15.  Todo o comportamento antidesportivo implicará a desclassificação do atleta, com os naturais prejuízos para a equipa a que pertença.

16.Todos os Atletas da ”Travessia Portalegre - Alter do Chão - Portalegre”, ao se inscreverem, aderem, e aceitam sem restrições, o presente Regulamento.

Todos os Anexos e Aditamentos ao presente Regulamento, que a Organização da ”Travessia Portalegre - Alter do Chão - Portalegre” entender publicar, terão força de lei, do mesmo modo que o Regulamento.

À Organização das ”Travessia Portalegre - Alter do Chão - Portalegre” não poderá ser imputada qualquer responsabilidade no que respeita a acidentes e suas consequências, quer tenham sido causados pelos atletas, quer tenham sido estes as vítimas, quer provenham ou não do veículo participante. Do mesmo modo não lhe será imputada qualquer responsabilidade, quanto às consequências de infração às leis, regulamentos e códigos em vigor, a qual deverá ser suportada pelos infratores.

Todas as dúvidas sobre a interpretação do Regulamento e demais casos relacionados com a Prova serão analisadas e decididas pela Organização.

A Organização das ”Travessia Portalegre - Alter do Chão - Portalegre” reserva-se o direito de aplicar sanções, que poderão ir até à desclassificação ou exclusão da Prova, a qualquer concorrente que não respeite à letra e o espírito do presente Regulamento, ou que, por qualquer forma, prejudique o bom nome, imagem e prestígio da Prova ou de qualquer dos seus promotores. Nenhuma responsabilidade poderá ser imputada aos Organizadores por eventuais prejuízos que de uma decisão deste tipo possam advir.

Testes ao sistema de cronometragem GoGoGo.

Vamos publicar os tempos de passagem dos atletas doTrail do Centro Vicentino da Serra no local de Tapou - S. Bento - Ribeira de Nisa, sem carácter oficial.

 

 PROVA ANULADA 
A assinatura da inscrição dos participantes, dos seus pais, ou dos seus tutores no caso de ser menor de 18 anos de idade, implica ter lido, entendido e adquirido os compromissos que se seguem.Reúno as condições físicas e psicológicas para o esforço inerente à prova em que irei participar. Eximo de toda a responsabilidade que possa surgir da participação no evento, tal como a perda de objectos pessoais por roubo ou outras circunstâncias e o perigo de prejuízo para a organização, os sponsors e patrocinadores comerciais, directores, empregados, a empresa organizadora do evento, e outras empresas ligadas à organização.
 
 
Declino tomar qualquer acção legal, não limitada ao risco das lesões que possam surgir, causadas pela participação no evento. Autorizo os organizadores do evento a fazer uma gravação total ou parcial da minha participação através de fotografias, filmes, televisão, rádio, vídeo ou qualquer outro meio. Cedo todos os direitos relativos à exploração comercial e de publicidade que considerem oportuno exercitar; sem direito da minha parte de receber qualquer compensação económica.
 
É garantido aos participantes, nos termos lei nº 67/98 de 26 de Outubro de 1998, o acesso aos seus dados, podendo solicitar por escrito junta da organização a sua actualização, correcção ou eliminação.
 
REGULAMENTO - DEVE LER ATÉ AO FIM
  1. A 1ª edição da Crono Escalada do Cabeço de Mouro - Portalegre realiza-se a 21 de Dezembro de 2014, é organizada pelo Centro Cultural e Desportivo Ases do Pedal.
  2. A Crono Escalada realiza-se na estrada Municipal que liga o Areeiro ao Cabeço de Mouro numa extensão de 1200 mts.
  3. A Crono Escalada será disputado em duas modalidades; Ciclismo e Atletismo, podendo participar atletas de ambos os sexos maiores de 14 anos á data da prova.
  4. Os atletas podem participar em ambas as modalidades. Para o efeito terão que obrigatóriamente efectuar incrições em ambas as modalidades.
  5. A prova será disputada no estilo contra-relógio.
  6. As classificações serão elaboradas por modalidade em escalão único.
  7. A cronometragem será efectuada pelos Ases do Pedal, estando os Ases do Pedal a desenvolver esforços para que a mêsma seja electrónica 
  8. O nº de dorsal é atribuido por ordem de validação da inscrição e será vitalicio, pelo que em futuras edições os atletas repetentes  competirão com o nº de dorsal já atribuido em anteriores edições.
  9. As inscrições no valor de 5,00€ por atleta serão validadas após pagamento até á data limite das 24H00 de 18-Dezembro-2014.
  10. O pagamento será efectuado via IBAN dos Ases do Pedal PT50 0018 000312568788020 79.
  11. No valor da Inscrição está incluído:
Participação na Crono Escalada Cabeço de Mouro
Seguro de Acidentes Pessoais de acordo com a legislação em vigor
Dorsal
 
12.  É obrigatório o uso de capacete devidamente colocado durante todo o percurso aos atletas da modalidade de ciclismo.
13.  Todo o comportamento antidesportivo implicará a desclassificação do atleta.
 
 
Evento: 24 Horas BTT de Portalegre
Localização: Kartódromo Municipal de Portalegre – Estádio Prof. Eduardo Sousa Lima
Data: 28 e 29 Maio 2016
Perfil de Prova Oficial: Circuito de resistência em BTT – Aprox. 10 km /volta
Responsável Técnico: Professor Sebastião Matos Rosa
Organização: Centro Cultural e Desportivo Ases do Pedal
Apoio Institucional: Município de Portalegre
 
 
 
 
REGULAMENTO OFICIAL DE PROVA
 
 
1º Organização
 
As 24 Horas de BTT de Portalegre é um evento concebido e organizado pelo Centro Cultural e Desportivo Ases do Pedal. É uma prova de ciclismo disputada na vertente BTT, aberta a todos os atletas maiores de 14 anos (á data da Prova) e sem limitações físicas.
Reger-se-á pelo presente Regulamento Técnico/Desportivo epor toda e qualquer outra regulamentação ou interpretação publicada pela organização, como adenda ao regulamento, e publicada até 15 dias antes da data de início da Prova
 
Os casos não previstos neste Regulamento, assim como todas as eventuais dúvidas originadas pela sua interpretação, serão analisadas e decididas pelo Responsável Técnico em conjunto com os Ases do Pedal.
 
2º Publicidade e Imagem
 
Os concorrentes são livres de captar imagens fotográficas e vídeo do evento.
 
A Organização da Prova 24 Horas de BTT de Portalegre, respetivos Patrocinadores e as entidades que colaboram na organização deste evento desportivo, reservam-se o direito de utilizar livremente em todos os países e sob todas as formas, a participação dos atletas, assim como os resultados por eles obtidos. A Prova poderá ser gravada em vídeo e/ou fotografado pela organização do evento e jornalistas para posterior aproveitamento publicitário. Os atletas que tiverem alguma restrição quanto ao uso da sua imagem, deverão notificar a organização. Caso contrário, estarão automaticamente a autorizar o uso em qualquer tempo, independente de compensação financeira ou de qualquer outra natureza.
 
 
3º Percurso
 
O percurso terá uma distância de sensivelmente 10 (dez) kms em circuito fechado em piso de terra (95%), sinalizado por placas e fitas.
 
4º Equipas e Atletas
 
A Prova é aberta a atletas de ambos os sexos, maiores de 14 anos á data da Prova, não sendo necessário serem portadores de nenhum tipo de licença desportiva.
 
A participação dos menores de idade está condicionada à apresentação de um termo de responsabilidade dos encarregados de educação a autorizar a sua participação.
 
Os atletas podem inscrever-se em equipas nas categorias definidas, designadamente, 1, 2, 4 e 6 elementos, nos escalões Masculino, Feminino e Misto.
Nas equipas mistas sempre que o nº de atletas femininas seja inferior a 50% do total de atletas a soma dos tempos dessas atletas terá que ser superior ao valor percentual x nº atletas femininas +30m. (Exemplos: equipa de 4 com 1 atleta fem - 24/4X1+30m=06H30M00S, Equipa de 6 com 2 atletas fem - 24/6X2+60=09H00M00SS, Equipa de 6 com 1 atleta fem - 24/6X1+30m = 04H30M00S.
Nas equipas mistas com o mesmo nº de atletas de ambos os sexos a soma dos tempos das atletas femininas não pode ser inferior a 35% do tempo total da equipa.
 
Os atletas menores de idade só poderão inscrever-se em Equipas de 6 membros e a sua participação está limitada a um total de 4 horas (acumuladas no total e não apenas consecutivas) de Prova.
NOTA: Todos os participantes referidos na alínea anterior que não cumprirem esta regra serão automaticamente excluídos da Prova sendo impedidos de continuar no circuito. A Equipa que não respeitar esta regra e que integre um atleta nestas condições será desclassificada e retirada da Prova.
 
 
5º Inscrições
 
O método de inscrição para as 24 Horas BTT de Portalegre é único utilizando a página da internet do evento em www.asespedal.net/. O pagamento será efectuado via Transferência Bancária para o Centro Cultural e Desportivo Ases do Pedal.     IBAN PT50 0045 629040247869707 22   -  BIC/SWIFT: CCCMPTP
 
As inscrições só serão validadas após a receção dos comprovativos de pagamento das mesmas.
As inscrições devem ser realizadas, impreterivelmente, até as 24.00 horas do dia 20-Maio-2016.
Inscrições de menores só se consideram aceites se acompanhadas por um termo de responsabilidade/declaração assinada pelo encarregado de educação a autorizar a participação na Prova.
 
A alteração de elementos nas equipas terá que ser solicitada até às 24H00 de 24-Maio-2016.
Qualquer cancelamento da inscrição dará lugar á devolução de 50% do valor pago, se comunicado por escrito à organização até às 24H00 de 24-Maio-2016.
 
Os números serão atribuídos pela ordem de pagamento, e será essa a ordem para a grelha de partida, sendo que a grelha é feita pela seguinte ordem: solo, duplas, equipas de quatro, equipas de seis elementos.
 
Inscrições validadas até 07-Fevereiro de 2016
Equipa de 1 elemento – 20,00
Equipa de 2 elementos – 40,00
Equipa de 4 elementos – 80,00
Equipa de 6 elementos – 120,00
 
Inscrições validadas entre 8-Fevereiro-2016 e 13-Maio-2016
Equipa de 1 elemento – 25,00
Equipa de 2 elementos – 50,00
Equipa de 4 elementos – 100,00
Equipa de 6 elementos – 150,00
 
Inscrições validadas entre 14 e 20 de Maio-2016
Equipa de 1 elemento – 30,00
Equipa de 2 elementos – 60,00
Equipa de 4 elementos – 120,00
Equipa de 6 elementos – 180,00
 
A inscrição inclui o seguinte:
Participação na Prova.
Seguro de acidentes pessoais conforme legislação em vigor.
Apoio médico.
Segurança rodoviária.
Zonas de abastecimento com água.
Jantar volante de 28-05-2016
Pequeno-almoço de 29-05-2016
Assistência mecânica.
Acesso a balneários com banho quente.
Livre Acesso às atividades do programa.
Zona de campismo e Parque de Equipas.
Lembranças alusivas ao evento.
Dorsal.
 
 
6º Interpretação e Jurisdição
 
Todos os Atletas das 24 Horas BTT de Portalegre, ao se inscreverem, aderem, e aceitam sem restrições, o presente Regulamento.
 
Todos os Anexos e Aditamentos ao presente Regulamento, que a Organização das 24 Horas BTT de Portalegre entender publicar, terão força de lei, do mesmo modo que o Regulamento.
 
À Organização das 24 Horas BTT de Portalegre não poderá ser imputada qualquer responsabilidade no que respeita a acidentes e suas consequências, quer tenham sido causados pelos atletas, quer tenham sido estes as vítimas, quer provenham ou não do veículo participante. Do mesmo modo não lhe será imputada qualquer responsabilidade, quanto às consequências de infração às leis, regulamentos e códigos em vigor, a qual deverá ser suportada pelos infratores.
 
Todas as dúvidas sobre a interpretação do Regulamento e demais casos relacionados com a Prova serão analisadas e decididas pelo Responsável Técnico em conjunto com os Ases do Pedal
 
A Organização das 24 Horas BTT de Portalegre reserva-se o direito de aplicar sanções, que poderão ir até à desclassificação ou exclusão da Prova, a qualquer concorrente que não respeite à letra e o espírito do presente Regulamento, ou que, por qualquer forma, prejudique o bom nome, imagem e prestígio da Prova ou de qualquer dos seus promotores. Nenhuma responsabilidade poderá ser imputada aos Organizadores por eventuais prejuízos que de uma decisão deste tipo possam advir.
 
 
7º Identificação
 
Ao inscreverem-se nas 24 Horas BTT de Portalegre, é atribuído ás equipas concorrentes um número de identificação por equipa.
 
Será fornecido a todos os concorrentes um Dorsal e um Frontal, sendo que os das equipas de 2, 4 e 6 terão o mesmo numero para todos elementos que constitui a equipa, mais um numero/letra de ordem na equipa.
 
Os concorrentes obrigam-se a afixar na frente da bicicleta a placa de identificação (frontal) e na parte de trás da camisola o dorsal. A placa da bicicleta e o dorsal devem estar sempre visíveis ao longo da Prova.
 
Os concorrentes devem preservar os Dorsais e Frontais e manter os mesmos visíveis a todos os controladores, técnicos das atividades e organização do evento, que o exigirem, sob pena de impedimento de acesso à atividade, desclassificação ou exclusão da Prova.
 
Ao longo do percurso existirão diversos postos de controlo, com localização desconhecida dos atletas. Só será atribuído tempo de Prova aos atletas que realizem todos os postos de controlo.
 
8º Programa da Prova
 
Dia 27-Maio-2016
·         16H00 - Abertura do secretariado para recepção dos atletas e acompanhantes.
·         Abertura do recinto de campismo e parque de equipas.
·         23.00h - Fecho de secretariado.
 
OBS: O circuito será aberto para reconhecimento entre as 17H00 e as 23H00.
Neste período o circuito ainda se encontrará aberto ao trânsito em alguns troços, não terá controladores nem assistência disponível tendo os atletas de ter todo cuidado e responsabilidade ao efetuar o reconhecimento.
 
Dia 28-Maio-2016
·         08H00- Abertura do secretariado.
·         Abertura do circuito para reconhecimento até as 11H00.
·         Neste período o circuito ainda se encontrará aberto ao trânsito em alguns troços, não terá controladores nem assistência disponível tendo os atletas de ter todo cuidado e responsabilidade ao efetuar o reconhecimento.
·         As equipas terão que obrigatoriamente até às 11H00 do dia 05-SET-2014 informar a organização do dorsal do atleta que vai iniciar a Prova.
·         11H30 – Chamada das equipas, Briefing no local da partida.
·         12H00 - Partida
 
DIA 29-Maio-2016
·         12H00 Final da Prova.
·         13H00 Encerramento do controlo de voltas/tempo.
·         13H00 Cerimónia encerramento com entrega dos prémios.
 
9º Controlo de Tempos
 
Cada equipa receberá dois Chips Eletrónicos por atleta, devendo os mesmos serem colocados nos capaçetes para controlo eletrónico de tempos por volta e classificação. O concorrente assume a responsabilidade pela conservação e manutenção dos Chips em condições durante o evento.
 
A Prova terá uma linha de meta, onde estarão colocados os sensores para a classificação eletrónica. Os concorrentes em Prova terão o seu tempo tomado na linha de meta.
Em caso de substituição de atleta em Prova, só serão validadas as TROCAS em que o novo atleta inicie o percurso depois do atleta a substituir ultrapassar a linha de meta.
 
Existirão zonas de controlo ao longo do percurso, podendo os controladores obrigar os atletas a parar para observação dos Dorsais.
 
10º Tempo por Volta
 
O tempo por volta será o tempo tomado na passagem pela linha de meta do atleta.
 
O tempo de início de nova volta será o tempo de passagem na linha de meta do atleta ou do anterior colega de equipa que terminou a sua volta.
 
Os tempos perdidos nas TROCAS fazem parte do tempo de volta, não podendo nenhum atleta solicitar a sua neutralização.
 
Caso os atletas em prova não possam completar a volta, podem ser substituídos bastando para o efeito que o atleta substituto se dirija á zona de TROCAS e inicie nova volta.
 
Os atletas presentes na zona de TROCAS deverão colocar-se de forma a não impedir ou prejudicar os outros atletas. São obrigados a ordeiramente identificar-se e verificar que o registo feito pelo controlador está correto. Qualquer reclamação deverá ser feita no secretariado e não na Tenda de Controlo.
 
Na situação do atleta terminar a volta sem o Chip eletrónico, será feito o registo de tempo manual, no instante em que este controlar na Tenda de Controlo. Será atribuído um novo Chip ao atleta não sendo o tempo da operação de colocação de novo chip neutralizado.
 
11º Classificações
 
A posição de cada equipa ou atleta será determinada pelo número de voltas completadas e pela ordem sequencial de chegada de tempos da última volta completada dentro do tempo limite.
 
Em caso de paragem da Prova devido a razões de força maior que não permitam a continuação da Prova em condições de segurança mínimas, o Diretor de Prova determinará a hora fim e os resultados finais serão calculados com base na posição de cada equipa na hora fim, contabilizando as voltas completadas até essa hora e o tempo de passagem pela meta.
 
 
12º Comportamento em Prova
 
Os atletas que seguem montados nas bicicletas terão precedência sobre atletas que levam a bicicleta à mão. Os concorrentes que não sigam montados na bicicleta deverão deslocar-se junto da berma do caminho e em passagens estreitas devem dar passagem aos atletas montados na bicicleta.
 
Os atletas que se preparam para ultrapassar outro atleta deverão dar indicação vocal da sua passagem, indicando o lado por que passam (Direita, Esquerda). O atleta que ultrapassa deverá ter os cuidados para não provocar acidentes.
 
Na luta por posições, os atletas não devem interferir corporalmente ou com a bicicleta de modo a impedir a progressão do outro atleta. Em situações de conflito ou falta de desportivismo detectadas por controladores, os atletas em causa serão penalizados com a anulação de uma volta.
 
A utilização de atalhos ou a saída do circuito num ponto e a entrada noutro ponto distinto terá como consequência a desclassificação do atleta e da equipa.
 
A utilização de linguagem abusiva, profana ou obscena, e qualquer outro tipo de comportamento não desportivo será penalizado com anulação de uma volta.
 
A assistência no percurso só pode ser prestada por outros atletas em prova. A assistência por companheiros de equipa ou outros elementos só se poderá realizar no parque de equipas ou no apoio técnico da Prova.
 
Só é permitida a circulação no circuito, durante o período da Prova, a um atletas por equipa, imprensa e elementos da organização.
 
Os atletas devem levar água e comida suficientes para o tempo da sua participação na Prova. Não é permitida abastecimento fora dos locais indicados para esse efeito.
 
Todo o comportamento anti-desportivo e/ou anti-ambiental implicará a desclassificação do atleta, e impossibilitará o mesmo de se inscrever em futuras edições das 24 Horas de Portalegre.
 
13º Equipamento dos atletas
 
Cada atleta em Prova deverá utilizar capacete homologado para a prática de ciclismo, e colocado corretamente.
 
Caso um atleta se desloque sem a correcta utilização do capacete será penalizado com uma volta.
 
É obrigatório a utilização de um sistema de iluminação frontal e traseira montado na bicicleta, durante o período noturno. O período noturno está definido entre as 19 horas de Sábado e as 7 horas de Domingo.
 
Os atletas deverão levar equipamento suplementar para substituição de pilhas e lâmpadas. Serão penalizados com uma volta caso circulem com iluminação frontal ou traseira apagados e impossibilitados de continuar até reparação da avaria.
 
Cada atleta é responsável pela utilização de roupa e outro equipamento, adequado às condições meteorológicas previstas para o local.
 
14º Prémios
 
Os prémios são atribuídos por equipa e intransmissíveis e só serão entregues aos concorrentes que se apresentem pessoalmente na cerimónia protocolar. Os premiados que não estejam presentes nestas cerimónias, perderão o direito aos prémios que lhes estiverem destinados, sem que, por isso, se verifique qualquer alteração, quer na classificação, quer nos prémios destinados aos restantes concorrentes.
 
No final da Prova terá lugar a realização da cerimónia protocolar no pódio oficial.
 
Os três primeiros classificados de cada escalão deverão estar presentes no pódio  para  a  cerimónia  de  entrega  de  prémios  e  respeitar  todas  as  regras  e procedimentos referentes ao mesmo.
 
Serão os seguintes os prémios a entregar na cerimónia protocolar, devendo ser respeitada a ordem de entrega dos mesmos:
  • 1º de cada escalão Prémio + 150,00€
  • 2º de cada escalão Prémio + 75,00€
  • 3º de cada escalão Prémio + 25,00€
  • Volta mais rápida
Os prémios monetários não serão atribuidos nas categorias em que não se registe um minimo de 10 inscrições.
 
15º Alterações ao regulamento
 
O presente regulamento não será modificado na sua generalidade. Compete exclusivamente aos Ases do Pedal e ao Director Técnico aprovar alguma alteração que considere oportuna, a qual será divulgada na página da  internet da Prova.
 
Qualquer alteração será comunicada a todos os inscritos na Prova sendo estabelecida na mesma comunicação a data de aplicação das alterações.
 
16º Recursos
 
Só serão aceites recursos escritos, entregues no Secretariado Oficial, durante o decorrer da Prova.
 
Recursos sobre as classificações até 30 minutos após sua divulgação.
 
Só serão julgados os recursos por escrito e acompanhados de um depósito no valor de 25€ (vinte e cinco euros). Se o recurso for julgado procedente, o depósito será devolvido.
 
Os recursos devem conter informação precisa que suporte o recurso, incluindo a descrição do incidente, testemunhas, nomes e contactos, e a assinatura do responsável pela apresentação do recurso.
 
O director da Prova dará o seu parecer sobre o recurso num prazo não superior a 30 minutos.
 
17º Cancelamento de Prova
 
As 24 Horas BTT de Portalegre poderão ser canceladas por motivos de força maior, designadamente por razões atmosféricas ou por razões de segurança.
 
Em caso de cancelamento o valor das inscrições será devolvido em singelo num período máximo de 30 dias após a data da publicação do cancelamento da Prova.
 
Em caso de paragem da Prova devido a razões de força maior que não permitam a sua continuação em condições de segurança mínimas não haverá lugar á devolução do valor das inscrições.
 
Em caso da Prova ter iniciado em circunstância alguma os atletas/equipas inscritas poderão reclamar indemnização de qualquer natureza.

 

A assinatura da inscrição dos participantes, dos seus pais, ou dos seus tutores no caso de ser menor de 18 anos de idade, implica ter lido, entendido e adquirido os compromissos que se seguem.Reúno as condições físicas e psicológicas para o esforço inerente à prova em que irei participar. Eximo de toda a responsabilidade que possa surgir da participação no evento, tal como a perda de objectos pessoais por roubo ou outras circunstâncias e o perigo de prejuízo para a organização, os sponsors e patrocinadores comerciais, directores, empregados, a empresa organizadora do evento, e outras empresas ligadas à organização.
Declino tomar qualquer acção legal, não limitada ao risco das lesões que possam surgir, causadas pela participação no evento. Autorizo os organizadores do evento a fazer uma gravação total ou parcial da minha participação através de fotografias, filmes, televisão, rádio, vídeo ou qualquer outro meio. Cedo todos os direitos relativos à exploração comercial e de publicidade que considerem oportuno exercitar; sem direito da minha parte de receber qualquer compensação económica.
 
É garantido aos participantes, nos termos lei nº 67/98 de 26 de Outubro de 1998, o acesso aos seus dados, podendo solicitar por escrito junta da organização a sua actualização, correcção ou eliminação.
 
REGULAMENTO - DEVE LER ATÉ AO FIM
 
  1. O Torneio de Tiro ao Alvo "XVIII Aniversário" dos Ases do Pedal realiza-se no dia 7 de Outubro de 2017 com inicio ás 08H30, na Sede dos Ases do Pedal, nas disciplinas de C10, CCart, e P10, (Carabina Precisão, Carabina Articulada e Pistola).
  2. INSCRIÇÕES:
    1. As inscrições são efectuadas via página dos Ases do Pedal em www.asespedal.net/gest2017  até ás 24H00 do dia 05-OUT-2017.
    2. Os atiradores no acto da inscrição terão que indicar a hora e posto de tiro pretendido. (08H30, 09H45, 11H00, 12H15, 15H00, 16H15, 17H30)
    3. Valor da inscrição liquidada por Transferência Bancária para o IBAN: PT50004562904024786970722 Centro Cultural e Desportivo Ases do Pedal.
  • 1 Disciplina - 7,50€
  • 2 Disciplinas - 12,50€
  • 3 Disciplinas - 15,00€

         4. Valor da inscrição liquidada no local da Prova.

  •           1 Disciplina - 10,00€
  •           2 Disciplinas - 15,00€
  •           3 Disciplinas - 17,50€
  •  

   3. Os atiradores inscritos e que não compareçam terão que posteriormente liquidar a inscrição sob pena de não serem aceites em futuras Provas dos Ases do Pedal.

   4. Os atiradores inscritos podem solicitar a anulação da inscrição via email para os Ases do Pedal até ás 24H00 de 05-OUT-2017.

   5. A PROVA

  1. Será disputada no formato de 40 tiros, mais tiros de ensaio ilimitados, no tempo máximo de 60 minutos. Depois de iniciada a Prova o atirador não pode voltar a utilizar o alvo de ensaio.
  •                 C10 - 40 alvos, 1 tiro por alvo.
  •                 CCart - 20 alvos, 2 tiros por alvo.
  •                 P10 - 20 alvos, 2 tiros por alvo.

             2. A leitura dos alvos será feita por método electrónico com a utilização das décimas.

   6. CLASSIFICAÇÔES

  1. Os atiradores são ordenados individualmente, por ordem decrescente, pela classificação obtida na prova, na sua categoria.
  2. No caso de empate, proceder-se-á da seguinte forma:
  3. Relativamente aos oito (8) primeiros lugares, a ordem de classificação deve ser determinada pelas regras seguintes, utilizadas consecutivamente até serem desfeitos:
  4. Valor mais alto da última série de 10 tiros. Se a pontuação for igual passar-se-á para a série anterior e assim sucessivamente até o empate ser desfeito.
  5. Maior número de 10's, 9's, 8's, etc..
  6. Se o empate se mantiver os atiradores ficarão com mesmo lugar na classificação.
  7. A partir do 9.º lugar os atiradores ficam com a mesma classificação, deixando-se vagos os números de ordem da lista respectiva até que haja uma pontuação diferente.
  8. Os atiradores serão ordenados por ordem alfabética (latina) de apelidos.
  9. As Equipas, constituídas pelos três melhores atiradores, são ordenadas, por ordem decrescente, pelo somatório dos pontos obtidos pelos seus elementos na sua disciplina (CACR e CACP).

   7. PRÈMIOS

  1. Serão atribuidas lembranças aos melhores classificados por categoria.
  2. Não serão atribuidos prémios pela classificação colectiva.

   8. CASOS OMISSOS

  1. Nos casos não previstos especialmente neste Regulamento, aplicar-se-ão as disposições do Regulamento ISSF para Carabinas de Ar Comprimido, do Regulamento ISSF sobre normas de conduta e segurança e do Regulamento de Provas da FPT.